AGU caiu por mirar quem cometeu peculato; ENTENDA!

1

O ex-Advogado-Geral da União Fábio Medina Osório foi demitido por querer implementar uma série de ações contra funcionários públicos que cometeram peculato nos esquemas da Operação lava Jato. As informações são da coluna Esplanada, do jornal O Dia, deste domingo (9).

Segundo o colunista, Medina trabalhava sobre uma série de ações de improbidade e de ressarcimento ao erário público contra servidores que ajudaram esquemas ligados às empreiteiras investigadas pela Polícia Federal. O Planalto teria avaliado que a ‘limpa’ abriria caminho para mais delações premiadas, que poderiam comprometer lideranças do governo, em especial do PT e do PMDB.

O ex-ministro, amigo do chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, acabou sendo dispensado por desobedecer às ordens de limitar a operação. Em entrevista à revista Veja, Medina disse que o governo de Michel Temer tem “muito receio” de até onde a investigação sobre o esquema de corrupção na Petrobras possa chegar.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. cmjr Diz

    NO espirito santo ainda não chegou, segundo as linguas!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.