ATÉ NISSO: Moro é interpelado por advogados de Lula sobre divulgação ilegal para filme da Lava Jato

0

A defesa do ex-presidente Lula foi à Justiça para tentar impedir a divulgação de imagens feitas no dia do cumprimento de mandados de condução coercitiva e de busca e apreensão na residência do ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo, em março do ano passado, para a realização do filme “Polícia Federal – A lei é para todos”.

O documento foi protocolado junto à 13ª Vara de Curitiba, do juiz Sergio Moro, e ao diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello. Os advogados Cristiano Zanin Martins, Valeska T. Zanin Martins e Roberto Teixeira lembram, em nota, que “o próprio juízo havia determinado que o evento ‘em hipótese alguma’ deveria ser filmado”, mas que informações divulgadas pela imprensa dão conta de que agentes da PF levaram câmeras acopladas em seus uniformes.

A defesa faz, entre outros pedidos, que as imagens não sejam divulgadas no filme, nem na mídia, que o vazamento ilegal dessas cenas por parte de agentes da PF seja apurado e indaga quem é o financiador do filme, que vem sendo mantido sob sigilo. “A quem interessa financiar um filme que elege, seletivamente, como principal símbolo da atuação da PF no combate à corrupção a ilegal condução coercitiva de Lula, ignorando outros tantos fatos e pessoas que compõem a história da referida operação?”, questionam os advogados.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.