COM MEDO DE PERDER VOTOS: Governador de Alagoas rejeita agenda com Temer; SAIBA!

0

Seguindo os mesmos passos do pai, o senador Renan Calheiros (PMDB), o governador de Alagoas Renan Filho (PMDB) quer evitar aparecer ao lado do presidente Michel Temer (PMDB) e se distancia das polêmicas envolvendo o “chefe da República”. Além disto, pode – em muito breve – passar a ser um dos críticos, como já faz Calheiros, das reformas que o Executivo federal tenta aprovar no Congresso Nacional, como a Reforma Trabalhista e a Reforma Previdenciária.

De acordo com os próximos ao governador, reuniões com Michel Temer só se for extremamente necessário. Fora disto, melhor não aparecer ao lado da figura mais importante do PMDB no país. Afinal, além das duras agendas da reforma, há os escândalos que envolvem Temer, que levarão a Procuradoria Geral da República (PGR) a denunciá-lo. A questão é não respingar isto na imagem do PMDB local e ainda ajudar a Renan Calheiros a construir uma “agenda positiva” para as eleições de 2018.

Renan Calheiros – o senador – já tem trabalhado como duro opositor ao governo. Deu uma recuada estratégica para não perder o cargo de liderança do PMDB no Senado Federal, mas em Alagoas já “cooptou” lideranças sindicais para apoiá-lo, aqui no Estado, como o principal defensor das bandeiras dos “trabalhadores” no que diz respeito à Reforma Trabalhista, por exemplo.

A estratégia de Renan Calheiros passa pelo quadro das eleições de 2018, já que chegará ao processo degastado e precisa se recompor para não ter o mandato ameaçado. A de Renan Filho é de manter a prudência para dar terreno ao pai e ao mesmo tempo não entrar em choque com o governo federal naquilo que for estritamente necessário.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.