CONFIRMADO: Temer e mensalão de Aécio serão investigados pelo STF, diz Teori Zavascki; VEJA!

16

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou o fatiamento da delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Com isso, alguns nomes sem foro privilegiado serão investigados pelo juiz Sérgio Moro, de Curitiba, e outros ficarão sob a mira do STF.

Na corte suprema, houve fatiamento em quatro petições diferentes. Uma delas trata da citação a Michel Temer, de quem Machado disse ter recebido o pedido de repasse de propina para a campanha de Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo.

Nessa petição, são citados ainda o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o senador Romero Jucá (PMDB-RR), e os ex-senadores José Sarney (PMDB-AP) e Delcídio Amaral (PT-MS). O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá avaliar se deve ou não ser aberto inquérito para investigar formalmente o presidente da República.




Em outra petição, será apurado o caso do mensalão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e a vinda de dinheiro do exterior para financiar deputados que elegeram o tucano presidente da Câmara em 2000. Segundo Machado, Aécio recebeu, de forma ilícita, R$ 1 milhão em dinheiro em 1998, de um fundo criado por ele.

Outros nomes citados são os do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dos senadores Agripino Maia (DEM-RN) e Valdir Raupp (PMDB-RR), do ex-ministro Henrique Alves (PMDB-RN), da ex-ministra Ideli Salvatti (PT) e do ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-PR).

Leia mais na reportagem da Agência Brasil:

Teori decide fatiar delação de Sérgio Machado na Lava Jato




André Richter – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki decidiu hoje (23) fatiar a delação premiada do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Com a decisão, caberá ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidir se novas investigações serão abertas em separado, a partir das declarações de Machado. Os termos do acordo foram homologados em junho.

As novas frentes da primeira fase da investigação, se solicitadas por Janot e autorizadas pelo ministro, deverão tratar sobre o suposto “acordão” para barrar as investigações da Lava Jato, uma doação de R$ 40 milhões do Grupo JBS para o PMDB, um suposto repasse ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) de recursos para viabilizar a candidatura dele à presidência da Câmara dos Deputados em 1998 e o suposto pedido do presidente Michel Temer de ajuda de recursos para a campanha do ex-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita.

A partir da decisão de Zavascki, o procurador-geral também deverá avaliar como será apresentada ao Supremo a investigação contra mais 20 políticos citados pelo ex-diretor acusados de receber propina.

Na mesma decisão, o ministro decidiu que somente citados que tem foro privilegiado, como os deputados e senadores, vão responder às acusações na Corte. Os demais serão enviados para julgamento pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal em Curitiba.


você pode gostar também Mais do autor

16 Comentários

  1. Vânia Lúcia Gomes Diz

    Boa, Bella Morais! 👏👏👏👏

  2. Vânia Lycia Gomes Diz

    Boa, Bella Morais! 👏👏👏👏

  3. Fernando Diz

    Cortina de fumaça!!!
    Apenas pra dizerem que não perseguem só os ptistas.
    Vai dar em nada, esperem deitados e verão!

    1. Antonio Brito Diz

      Eu me elembrei desse provérbio ao perceber a seletividade dos procuradores da “república do Paraná”, especialmente quando prenderam o Mantega. Mas me veio com uma paráfrase:
      “Jo no creo en las brujas, pero que ellas son rojas, lo son”!

  4. Allan Diz

    Pq tiraram o nome da Jandira Fegali da reportagem? Já fizeram o trabalho porco de copiar a reportagem de outra pessoa, que pelo menos o fizesse direito:

    Além de Temer, são citados: Candido Vacarezza (PT), Edson Santos (PT), Francisco Dornelles (PP), Garibaldi Alves (PMDB), Jandira Feghali (PT), Henrique Eduardo Alves (PMDB), Agripino Maia (DEM), Ideli Salvatti (PT), Jorge Bittar (PT) e Valdir Raupp (PMDB).

    1. Dicson de Lima Azevedo Diz

      Errado o partido da Jandira sabichão!!!!

  5. Priscila Diz

    Tô quem nem São Tomé… só acredito vendo

  6. Tereza Diz

    Temos que fazer bonecos infláveis do Aécio, Cunha, Temer, Cláudia Cruz e Renan Calheiros de prisioneiros e levar para a manifestação. Assim vai ficar bem claro que estamos cobrando da polícia e Justiça uma ação efetiva de investigação e punição.

    1. Paulo Moisés Alhadef Diz

      Verdadeira, seco povo não cobrar só pt será corrupto, is qe são de porte maior continuaram roubando.

    2. Maria Jose sales Diz

      Perfeito. Isso fazendo, simbolicamente incitaremos à justiça bandida para punir esses corruptos de outros partidos….

    3. Vânia Lúcia Gomes Diz

      Idéia excelente! Por em prática q eu quero “uns”. 👏👏👏👏

  7. Marco Sousa Diz

    Vá esperando (deitado)….

  8. PAULO BERTAZZI Diz

    E???

  9. Bella Morais Diz

    Que reação ter com uma notícia dessas, vinda tão tardiamente?… Um like, de total apatia?… Um love de, não entendi nada, mas vou me manifestar pq ela é minha amiga?… Chorar de rir, de nervosa?… Um uau, de estupefata?… Derramar uma lágrima de desespero contido?… Um Grr, de ódio dos coxas inconsequentes?… Ou na dúvida, foda-se?…
    Acho melhor comentar com um #ForaTemer, assim eu tô inserida no contexto!…

    1. Jorge Diz

      Seu comentário foi melhor do que a noticia, Bella Morais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.