RECADO: “Não me oponho a qualquer investigação, desde que realizada com total imparcialidade”, diz Lula;

0

A defesa ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira, 29, que ele ainda não foi notificado da decisão da Justiça Federal de Brasília, que aceitou a denúncia feita contra ele pela Procuradoria Geral da República por tentativa de obstrução da Justiça, no âmbito da Operação Lava Jato.

“Lula já esclareceu ao Procurador Geral da República, em depoimento, que jamais interferiu ou tentou interferir em depoimentos relativos à Lava Jato. A acusação se baseia exclusivamente em delação premiada de réu confesso e sem credibilidade – que fez acordo com o Ministério Público Federal para ser transferido para prisão domiciliar”, disseram por meio de nota os advogados Roberto Teixeira e Cristiano Zanin Martins.

“Lula não se opõe a qualquer investigação, desde que realizada com a observância do devido processo legal e das garantias fundamentais”, acrescentam.

Segundo a Procuradoria Geral da República, que apresentou a ação no início do ano ao Supremo Tribunal Federal, Lula e Delcídio tentaram impedir o acordo de delação premiada do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Outros cinco acusados se tonaram réus por tentativa de obstrução da Lava Jato: o empresário José Carlos Bumlai, seu filho, Maurício Bumlai, o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, Diogo Ferreira Rodriguez, ex-assessor de Delcídio, e Edson Siqueira Ribeiro Filho, que atuou na defesa de Cerveró.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.