DEFESA: Humberto Costa diz que Senado jamais tolerou Dilma porque ela não negocia cargos em troca de apoio político;

0

O senador Humberto Costa (PT-PE) começou seu discurso, nesta terça-feira (30), dizendo que o Brasil vive “a maior das farsas” de sua história recente e afirmou que julgar Dilma Rousseff como “criminosa” é uma “aberração”.

“O Congresso Nacional, na verdade, nunca engoliu a presidenta Dilma. Não aceitava o seu modo de lidar com a rotina parlamentar, não aceitava sua falta de gosto em fazer a corte àqueles que ficam encantados com os gabinetes do Planalto. Tinha pouco tato para negociar cargos e emendas em troca de apoio político”, disse.

Para ele, Dilma “é diferente” dos políticos tradicionais. “Isso é um fato, mas razões certamente há. Talvez o fato de ser seu primeiro cargo político, sua trajetória de vida, uma vida dura. Ela é diferente, é menos flexível, mas rotulá-la como criminosa? Julgá-la como criminosa é uma verdadeira aberração”, afirmou.

“Nós aqui não podemos agir como se fôssemos verdadeiros cretinos parlamentares. Não podemos condenar Dilma por crimes que ela não cometeu”, disse o senador.

Costa disse que Dilma foi traída porque não conhecia Temer, mas os senadores o conhecem.

“Dilma errou. Errou porque convidou para compor a sua chapa, na condição de vice, o senhor Michel Temer. Mas ela tem o atenuante de que não o conhecia. Foi traída e se arrependeu. Mas vocês sabem quem ele é, o que é um agravante. Dilma o escolheu, mas são vossas excelências que podem torná-lo presidente da República”, afirmou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.