Depois de ser processado pela quarta vez por Gilmar, Nassif manda recado, ‘Essas ações fazem um estrago maior nos seus pares’

19

Gilmar Mendes e Sérgio Moro têm várias coisas em comum. Atropelam os procedimentos e a compostura jurídica, são poupados pela mídia e pelos colegas, e reagem a qualquer crítica abrindo ações contra os críticos.

Trata-se de um atentado grave à democracia. Os abusos de ambos são reconhecidos por todo o meio jurídico. Mas, amparados ou pela mídia ou pelo clamor público, valem-se disso para despertar solidariedade ou intimidar o Judiciário e partir para a perseguição implacável dos críticos, valendo-se de seu poder de Estado.

Acabo de ser alvo da quarta ação de Gilmar.

Assim como sua extraordinária influência sobre o Judiciário colocam-no a salvo de qualquer ação, deveria valer também para impedir ações contra terceiros, especialmente contra os críticos. Como um juiz de 1a instância de Brasília – ou um desembargador – se sentirá julgando um processo de um Ministro do Supremo, poderoso e vingativo, com influência junto ao presidente da República, a tribunais superiores, a magistrados que lecionam em seu instituto, à mídia e a políticos em geral?

Gilmar tem um problema pessoal comigo. Deixou claro quando, na própria sessão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em que não conseguiu bloquear a posse de Dilma, passou cinco minutos me ofendendo com injúrias de toda espécie. Abri um direito de resposta no Blog, avisando que não responderia no mesmo tom porque tinha mais respeito pelo meu blog do que ele pelo TSE.

A partir daí, começou a jogar no seu campo de uma forma pouco valente, porque escudado em seu cargo de Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), dono de um Instituto que emprega juízes e Ministros. E contra um jornalista que não dispõe sequer da retaguarda proporcionada por uma grande empresa.

Pergunto ao meio jurídico e aos colegas jornalistas: quem segura Gilmar? Para não enfrenta-lo, seus colegas do Supremo e do TSE preferem trata-lo como uma curiosidade, uma pessoa desequilibrada que fica aspergindo ofensas a torto e a direito. Tratam seu comportamento como se fosse uma inconveniência a ser ignorada, e não como um comprometimento grave à imagem do Supremo.

Seu comportamento é escandaloso, humilhante para o país, humilhante para os jornais que o preservam, para seus colegas que se intimidam com seus esbirros.

A imprensa o poupa de todas as maneiras. Com exceção de explosões eventuais do Procurador Geral da República (PGR), o único freio a Gilmar tem sido a crítica dos blogs. E sobre eles ele joga o peso do seu cargo e sua influência no Judiciário.

Essas ações de Gilmar custam tempo e recursos de suas vítimas. Mas fazem um estrago maior nos seus pares e na mídia, que aceitam em silêncio resignado a desmoralização que impõe ao Supremo e à Justiça e, por consequência, ao Brasil.

PS – Vou fechar para comentários, porque até comentários são utilizados como argumento na ação proposta por ele.

PS2 – Comentários liberados

você pode gostar também Mais do autor

19 Comentários

  1. Fujiwara san Diz

    Judiciário é o responsável pela punidade, suas ações pautam a ética do país e criam cultura brasileira.

    1. Cy Costa Aquino Diz

      Gilmar não tem idoneidade, é um juiz de exceção.

  2. Vitor Hugo Alencastro da Silva Diz

    A Única coisa boa de tudo isso, é que os brasileiros esrão descobrindo que a justiça não é e nunca foi um lugar que podemos confiar! Este é o maior ganho que podemos tirar de tudo isso. Acabou aquela história que a única instituição séria era a justiça, aí está , escancarado para todos, que esta justiça age com interesses, para se beneficiar, e pior de tudo, sem se importar com a população e seus direitos. Meu pai sempre me falou, um executivo corrupto, juntamente com um legislativo igaul ou pior, o país resiste, mas quando o judiciário se igualar a eles, o paísse desmancha, o país convulciona. Esta na hora dos que sejam honrrados nesta justiça, darem um basta! E colocar este imenso trem , devolta aos trilhos, pois não podemos aguentar muito mais. Apoio total ao jornalista Nassif.

  3. Antônio Madruga Diz

    Nassif, um dia alguém ouvirá o teu pedido e o de milhões de brasileiros e terá coragem de parar esse senhor desequilibrado, inclusive para o cargo que ocupa, além do déspota de Curitiba! Estou contigo!

  4. Ademar Vila Nova Diz

    Ele já deveria ter sido expulso da vida pública!
    Não tem ética, decoro, nenhum requisito para ocupar o cargo!
    Acredito que dá pra contar nos dedos os honestos no Judiciário!

  5. Benedito Camelo Diz

    Se o Brasil tivesse um judiciário sério este ser já estaria preso.

  6. Carlos Diz

    Passou da hora do povo se unir e tirar esse povo do poder à força.

  7. Ângela Francisco Diz

    Pois é, esse senhor passa o que há de pior no Ser humano, Nassif, estamos com você nessa luta ! Só no Brasil ele poderia ser um Ministro do Supremo!! Uma tristeza muito grande!!!

  8. Raquel Diz

    Senhor Nassif o povo brasileiro o agradece por dia coragem pois nós estamos desamparados e sofendo, não se cale pois o senhor é a nossa voz! !!

  9. Albene lis Diz

    Nassif, desejo que você vença esse processo, mesmo com o poderio do adversário. Você faz bem à população brasileira, quando nos informa e forma quanto a cidadania.

  10. Flavio Paduan Ferreira Diz

    Tal como Sergio Moro e sua particular Lava Jato, Gilmar Mendes vive, poderíamos assim dizer, numa justiça paralela, algo irreal ou até surreal, onde os vieses judiciosos justificam as finalidades excepcionais. Uma justiça kafkiana onde as elucubrações e adjetivações artificiosas não se sustentam na razão estritamente jurídica, mas sim no desprezo pelo cumprimento ético de suas obrigações sociais enquanto exercentes da função estatal e a pura falta de empatia em relação às pessoas em geral. Esse processo, como os demais, como a Lava Jato, são antes “carteiradas” tacanhas e chãs ocupando o lugar da serenidade, urbanidade, independência, imparcialidade, integridade pessoal e profissional há muito tempo esquecidas por ambos, diligência, dedicação, sigilo e não menos importante, dignidade, honra e decoro.

  11. Roger Diz

    Esse Gilmar devia largar a toga e se filiar de vez ao PSDB, já que gosta tanto de Serra, Aécio e outros que deveria julgar, mas fica de confraternização. Esse senhor envergonha o judiciário. Uma pena que a lei brasileira complica demais o afastamento desse tipo de juiz/ministro.

  12. Sérgio Ricardo Olivier Diz

    Pois é Nassif… és um David com pedras muito pequenas perante um gigante muito grande

  13. Márcio Gadoti Cardoso Diz

    Com tudo que vemos a vimos todos esses anos, só a morte natural, acidental ou a aposentadoria pode pará-lo.

  14. Marcos Diaz Diz

    A atuação deste Juiz empresário, Gilmar Mendes é um reflexo da balbúrdia que se tornou o Estado Democrático de Direito. Cada vez confio menos. Lamentável.

  15. Ricardo Diz

    Gilmar, me chupa!

  16. AMARILDO DE JESUS VALLE Diz

    SE O BRASIL FOSSE UM PAÍS SÉRIO ESSE GILMAR MENDES , SERGIO MORO , CATA PRETA ESTARIAM TODOS NA CADEIA ONDE É O LUGAR DESSE TIPO DE GENTE DESEQUILIBRADO MENTALMENTE

    1. Maria Libia Diz

      O Brasil nao e um pais serio porque tem um povo, ou seja nos, de joelhos, perante uma quadrilha que deveria ter luz vermelha em suas portas. ETA POVINHO VAGABUNDO, QUE NAO REAJE A NADA.

  17. A GYUIMARÃES Diz

    NÃO CONFIO NESSE JUIZ NEM COM UMA METRALHADORA NA CABEÇA,ACHO QUE ELE DEVERIA SER INVESTIGADO,É RIDÍCULA A AMIZADE DELE COM DELATADOS DA TAMBÉM RIDÍCULA LAVA JATO.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.