DESGOVERNO: Ministro de Temer demite 81 servidores alegando economia e diz que ninguém é vital;

0

O Ministério da Cultura, chefiado pelo ministro Marcelo Calero, anunciou a exoneração de 81 servidores da pasta. A demissão em massa ocorreu após uma série de invasões aos prédio públicos vinculados ao ministério como forma de protesto contra o avanço do processo de impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff.

Em resposta às críticas dos servidores, Calero afirmou nesta sexta-feira (29) que o ministério se encontrava em “caos administrativo” quando ele assumiu o cargo, há dois meses. O ministro ainda foi pontual ao dizer que “não existe pessoa vital” para a pasta e que há de se mudar a “cultura no Brasil” em se “fulanizar as coisas”.

Calero assegurou que “entre 45 e 50” desses cargos serão ocupados por servidores de carreira, aprovados em concursos públicos; as restantes, serão fechadas. Ainda segundo o ministro, as nomeações serão anunciadas em até 15 dias.

Calero concluiu que a medida é uma economia visando a viabilidade de outros projetos do MinC, como a retomada do “Projeto Pixinguinha” para a realização de eventos com o objetivo de difundir a música popular brasileira em todo o território nacional.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.