E AGORA MORO? FHC e Malan inocentam Lula em depoimento no Distrito Federal

0

Os depoimentos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e do ex-ministro da Fazenda Pedro Malan dados à Justiça Federal do Distrito Federal nesta terça-feira (12), por meio de videoconferência, mostram que o petista não exerceu nenhum tipo de influência para a aprovação de medidas provisórias que oferecem benefícios fiscais a indústria automobilística para, assim, receber vantagens indevidas, informou a defesa do ex-presidente Lula (PT).




De acordo com o que informou o UOL, eles foram arrolados pela defesa na ação penal em que Lula é réu, no âmbito da Operação Zenotes. FHC prestou depoimento por cerca de 20 minutos e foi questionado pela defesa sobre os incentivos dados ao setor durante o seu governo. Foi a segunda vez que o ex-presidente deu esclarecimentos como testemunha de defesa de Lula.




O petista é réu junto com seu filho Luis Cláudio Lula da Silva, ambos denunciados pelo MPF (Ministério Público Federal) sob a suspeita de participarem de um esquema de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo a compra de 36 caças Gripen, da sueca Saab, pelo governo brasileiro.

Também prestaram depoimento o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo e ex-ministro da Defesa Nelson Jobim, ambos das gestões petistas. Cardozo disse que nunca soube de nenhuma tramitação anormal de medida provisória relacionada ao setor automotivo.

Notícias ao Minuto

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.