É BRIGA: Se antecipar impeachment, tem confusão e se o Temer quer guerra, ele terá, diz Senador;

2

O senador Lindbergh Farias (PT) avisou nesta terça-feira (2) que, caso o Senado antecipe o início do julgamento final do processo de impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff do dia 29 de agosto para três dias antes, a bancada do PT e dos aliados irão requerer que as 40 testemunhas de defesa sejam ouvidas no plenário.

“Se mudar do dia 29 para o dia 26, vamos requerer que as 40 testemunhas de defesa sejam ouvidas no plenário do Senado. Se o Temer quer guerra, quer atropelar o Senado, estamos preparados. Não vamos aceitar proposta de antecipar, de votar sábado e domingo. Nossa proposta é que fique no dia 29”, afirmou.

Mais cedo, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que trabalhará pela antecipação do início do julgamento e não descartou incluir sessões no final de semana.

você pode gostar também Mais do autor

2 Comentários

  1. Marizalda Diz

    Eu concordo, não podemos deixar esse vice, desrespeitar as normas e leis como vem fazendo, passando por cima de tudo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.