ELES MESMOS SE ENROLARAM! No berço da Lava Jato, parceria PF e MPF entra em curto-circuito; CONFIRA AQUI!

0

Do Estadão:

A parceria entre Polícia Federal e Ministério Público Federal, na Operação Lava Jato, em Curitiba, entrou em curto-circuito. O esvaziamento da equipe policial, que iniciou as apurações do escândalo Petrobrás, e os desentendimentos sobre acordos de delação premiada afastaram os dois principais polos da força-tarefa, que reúne PF, MPF e Receita Federal. Em três anos e meio de atuação, são 201 prisões, 157 condenações e R$ 10 bilhões de corrupção a serem recuperados para os cofres públicos.

Nos últimos dias, algumas faíscas – ainda de baixa voltagem – tornaram aparente o curto nesse sistema conjunto de trabalho, até então harmonioso: as falas contraditórias do procurador Athayde Ribeiro Costa e do delegado Igor Romário de Paula, sobre cortes de verbas e de pessoal na PF em Curitiba, em entrevista à imprensa na última fase da Lava Jato (que prendeu o ex-presidente da Petrobrás e do Banco do Brasil Aldemir Bendine), a redução no ritmo de operações (42 até aqui) e os relatórios de delegados com críticas à falta de provas e de acesso às delações feitas pelo Ministério Público.

(…)

Apesar de ter multiplas origens, o principal fio desencapado que provocou essa crise entre MPF e PF é a falta de entendimento entre as duas corporações sobre quem tem competência para firmar acordos de delação premiada.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.