FIM DO MINEIRINHO? Ministro relator da Lava Jato abre procedimento que vai mexer com o futuro político de Aécio

0

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou a abertura de cinco inquéritos para investigar fatos relacionados ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente do partido.

Um deles investiga também o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). Os dois serão investigados pelo suposto recebimento de R$ 7,3 milhões.

Ambos negam irregularidades.Segundo a Procuradoria-Geral da República, autora do pedido, dois delatores da Odebrecht apontaram, por meio de declaração e prova documental, que, em 2010, “vantagens indevidas” no total de R$ 5,5 milhões, a pedido de Aécio, “a pretexto de campanha eleitoral” ao governo de Minas de Anastasia.

Outro R$ 1,8 milhão teria sido repassado, em 2009, a pedido do então governador Aécio Neves e “a pretexto de doação eleitoral em favor da campanha ao governo de Minas” de Anastasia, segundo o Ministério Público.

O procurador-geral Rodrigo Janot incluiu no pedido de inquérito, autorizado pelo STF, o marqueteiro Paulo Vasconcelos, que atuou em diversas campanhas de Aécio, e Oswaldo Borges da Costa, assessor do senador, tido como seu tesoureiro informal.

Os quatro serão investigados sob suspeita de corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro. Fachin determinou o levantamento do sigilo do caso.

As denúncias foram feitas pelos Benedicto Barbosa da Silva Júnior, conhecido como BJ, e Sérgio Luiz Neves, ambos da construtora Odebrecht.

OUTRO LADO

Em nota, Aécio disse considerar importante o fim do sigilo sobre o conteúdo das delações, “iniciativa solicitada por ele ao ministro Edson Fachin na semana passada”.

Disse que “assim será possível desmascarar as mentiras e demonstrar a absoluta correção de sua conduta”.

Também em nota, a assessoria de Anastasia disse que, “em toda sua trajetória, ele nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém”. Com informações da Folhapress.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.