GOLPE DESMASCARADO: Senadores golpistas admitem que não houve crime no governo Dilma

18

O processo de impeachment contra a presidente eleita Dilma Rousseff tem sofrido ultimamente forte ataques de sincericídio, cometidos pelos seu principais articuladores, o que deixa claro para até para o leitor menos crítico que o que se passa contra a presidente é de fato um golpe.

O mais recente foi protagonizado pela senadora Rose de Freitas (PMDB-ES). Em entrevista à Rádio Itatiaia, abriu o coração e, com o conhecimento de quem integra a Comissão de Orçamento do Senado, afirmou que “não teve esse negócio de pedaladas”, sobre os motivos que levaram ao afastamento de Dilma.

“Porque o governo saiu? Na minha tese, não teve esse negócio de pedalada, nada disso. O que teve foi um país paralisado, sem direção e sem base nenhuma para administrar”, disse Rose, que é líder do governo interino de Temer no Senado. O ex-ministro José Eduardo Cardozo, que defende Dilma no processo de Impeachment no Senado, afirmou que vai anexar a transcrição das falas da senadora na defesa da presidente (leia aqui).




Pouco mais de um mês antes da confissão de Rose de Freitas, seu colega de Senado e de partido, Romero Jucá, presenciou a confissão que fez a Sérgio Machado ganhar o conhecimento mundial. Jucá caiu do Ministério do Planejamento de Temer após ser flagrado em gravações com Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. Jucá diz claramente que é preciso “mudança” no governo federal para “estancar a sangria” representada pela Operação Lava Jato. “Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria”, diz Jucá (relembre aqui).

Além de Rose e Jucá, outro senador que defendeu a saída de Dilma já havia deixado claro que está em curso uma condenação sem a prática de um crime. Depois da primeira votação no Senado que afastou a Dilma, o Senador Zezé Perrella (PDT-MG), aliado de Aécio Neves, também admitiu que as razões do impeachment da Dilma não se sustentavam nas “pedaladas fiscais”.

“Claro que o motivo maior da queda não foram as pedaladas, porque nós estamos num julgamento também político”, admitiu Perrella. “Ela caiu principalmente pela falta de articulação do governo aqui dentro [Senado], coisa que o Michel Temer está mais bem preparado do que ela”, afirmou (leia mais aqui).




No Poder Judiciário também há manifestações de que não há crime cometido pela presidente, e mesmo assim ela deve sair. Confissão foi feita há cerca de uma semana pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, numa entrevista na Suécia a um jornalista do site O Cafezinho. Ele admitiu que a lma não havia cometido crime de responsabilidade e disse que “o processo é político, se ela tivesse cometido crime, se ficasse flagrantemente provado, que ela tivesse cometido crime, e ela tivesse 172 votos, ela também não seria processada”

você pode gostar também Mais do autor

18 Comentários

  1. Teteu Botelho Diz

    Francamente, isso e uma vergonha…

  2. Teteu Botelho Diz

    Francamente, isso e uma vergonha…

  3. Teteu Botelho Diz

    Francamente, isso e uma vergonha…

  4. jorge Diz

    Esse “ouve” em homenagem aos papagaios da Globo e da veja , ouvem as manipulações e ficam repetindo como papagaios

  5. jorge Diz

    Esse “ouve” em homenagem aos papagaios da Globo e da veja , ouvem as manipulações e ficam repetindo como papagaios

  6. jorge Diz

    Esse “ouve” em homenagem aos papagaios da Globo e da veja , ouvem as manipulações e ficam repetindo como papagaios

  7. Josias Dias da Costa Diz

    Quem sabotou o governo Dilma o tempo todo, desde que ela foi eleita? PMDB, juntamente como o STF e o PIG.

  8. Josias Dias da Costa Diz

    Quem sabotou o governo Dilma o tempo todo, desde que ela foi eleita? PMDB, juntamente como o STF e o PIG.

  9. Josias Dias da Costa Diz

    Quem sabotou o governo Dilma o tempo todo, desde que ela foi eleita? PMDB, juntamente como o STF e o PIG.

  10. Ninive Diz

    Ainda não li, mas já chamo a atenção para a falha do ‘não houve’. Ainda é tempo de corrigir.

  11. Ninive Diz

    Ainda não li, mas já chamo a atenção para a falha do ‘não houve’. Ainda é tempo de corrigir.

  12. Ninive Diz

    Ainda não li, mas já chamo a atenção para a falha do ‘não houve’. Ainda é tempo de corrigir.

  13. Priscila Santos Diz

    Pessoal, por favor, corrijam este “ouve” da manchete.

  14. Priscila Santos Diz

    Pessoal, por favor, corrijam este “ouve” da manchete.

  15. Priscila Santos Diz

    Pessoal, por favor, corrijam este “ouve” da manchete.

  16. Eliana Diz

    Por favor corrija , o correto é”houve”

  17. Eliana Diz

    Por favor corrija , o correto é”houve”

  18. Eliana Diz

    Por favor corrija , o correto é”houve”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.