GOVERNO PREOCUPADO: TSE quer incluir delações em ação contra chapa Dilma-Temer,

1

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) querem que sejam incluídas as delações obtidas por meio da Operação Lava Jato no processo que pode cassar a chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer. Na semana passada, o empreiteiro Marcelo Odebrecht citou envolvimento de Temer no esquema de propinas.

Segundo informações do jornal O Globo, a informação que circula nos bastidores é a de que juízes estudam a possibilidade de pedir que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo julgamento da Lava Jato, encaminhe documentos que possam fundamentar a cassação. Ele já teria começado a fazê-lo, mas as delações ainda não foram solicitadas formalmente.

Até o momento, as delações que citam o presidente interino não foram homologadas na justiça. Por isso, devem ser mantidas em sigilo. A decisão sobre o compartilhamento das provas dos depoimentos deve ficar a cargo do ministro Herman Benjamin, que assume a posição de corregedor no fim deste mês.

Segundo reportagem da revista Veja, Temer pediu “apoio financeiro” a Odebrecht em maio de 2014. O empresário teria repassado R$ 10 milhões ao PMDB. O nome do presidente interino também apareceu na delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. Machado mencionou pedido de propina de Temer para financiar a campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo em 2012. O valor acordado teria sido de R$ 1,5 milhão.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Keli Diz

    I read your post and wished I’d wrtietn it

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.