Lewandowski cede e Dilma fará defesa no dia 29; ENTENDA!

1

O ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e responsável por comandar a sessão de votação de impeachment contra Dilma Rousseff, anunciou que o julgamento final da presidente afastada poderá ouvir testemunhas no final de semana, especialmente no sábado, caso seja necessário

O jornal O Globo destaca que Lewandowski disse que primeiro se esgotará a oitiva das testemunhas (duas de acusação e seis de defesa). O ministro admitiu que isso pode acabar apenas no sábado.

O presidente do processo de impeachment quer que oitivas se encerrem na sexta-feira (25), mas espera-se que essa fase só termine no sábado, pelo menos.

O Supremo também prevê que se trabalhe na madrugada de sábado para concluir a fase das testemunhas. Porém, a publicação ressalta que técnicos do Senado apostam que acaba apenas à tarde isso seja finalizado.

Dilma deverá comparecer no dia 29 de agosto para fazer pessoalmente sua defesa.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Orlando de Assis Oliveira Diz

    Sem medo de errar.O Brasil vai passar vergonha novamente perante ao mundo,com este processo de impeachment contra uma chefe de estado.

    Se a Suprema Corte Internacional de Direitos Humanos intervir no processo,não vai sobrar ninguém…Este golpe,os seus algozes se esqueceram que,não dependiam somente deles.

    Os golpes de estados no mundo,provoca instabilidades econômicas entre países e guerras civis.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.