Lindberg diz que Temer representa o fim do Brasil

9

Temer, em solenidade no Palácio do Planalto, teve a desfaçatez de dizer o seguinte: “Aqui, devo dizer aquilo que em momentos de dificuldades se diz: nós teremos sacrifícios”. Os “sacrifícios” proclamados por Temer são seletivos: pretende-se acabar com os direitos dos trabalhadores e mais pobres em benefício dos financistas e rentistas.

Uma das principais medidas do programa de “sacrifícios” de Temer foi anunciado na semana passada, pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, de estabelecer um limite máximo para os gastos primários do governo federal. Querem escrever na Constituição a seguinte regra: o governo federal poderá aumentar os seus gastos primários no máximo de acordo com a inflação do ano anterior.




Isso seria um desastre; é uma regra antissocial. Cabe uma simulação do que teria ocorrido nos últimos dez anos nas áreas da saúde e da educação se fosse aplicada a regra Temer-Meirelles.

você pode gostar também Mais do autor

9 Comentários

  1. DINAIR BORGES CORREA BORGES COREA Diz

    Faça com que os ladroes devolvam todo o dinheiro levado para fora do país que não sera necessário mais nem uma medida drástica para salvar o Brasil.

  2. DINAIR BORGES CORREA BORGES COREA Diz

    Faça com que os ladroes devolvam todo o dinheiro levado para fora do país que não sera necessário mais nem uma medida drástica para salvar o Brasil.

  3. DINAIR BORGES CORREA BORGES COREA Diz

    Faça com que os ladroes devolvam todo o dinheiro levado para fora do país que não sera necessário mais nem uma medida drástica para salvar o Brasil.

  4. Esther Torinho Diz

    Errei no comentário acima. Muito ocupada, não prestei atenção suficiente e pensei que a palavra desfaçatez se referisse ao Lindbergh. Peço desculpas. Quanto ao que eu disse sobre o desgoverno do interino, é a verdade.

  5. Esther Torinho Diz

    Errei no comentário acima. Muito ocupada, não prestei atenção suficiente e pensei que a palavra desfaçatez se referisse ao Lindbergh. Peço desculpas. Quanto ao que eu disse sobre o desgoverno do interino, é a verdade.

  6. Esther Torinho Diz

    Errei no comentário acima. Muito ocupada, não prestei atenção suficiente e pensei que a palavra desfaçatez se referisse ao Lindbergh. Peço desculpas. Quanto ao que eu disse sobre o desgoverno do interino, é a verdade.

  7. Esther Torinho Diz

    Desfaçatez? Disse nada menos do que a verdade.
    Prova disso é o Ministério que ele nomeou. Um cara com 36 mortes nas costas. Além de corruptos, completamente retrógrados. O Serra, um entreguista de marca maior, o da Justiça, nem falar. O da Educação, como nada entende do assunto, recebe o Alexandre Frota para dar sugestões para a área.
    O Meireles propõe uma pacote capaz de detonar a economia brasileira.
    Eles querem três coisas: entregar o pré sal aos americanos a troco de banana; privatizar tudo que ainda puderem, também a troco de banana e financiado com dinheiro público. E além disso, acabar com programas sociais importantes para o país e tirarem direitos trabalhistas.
    Se isso não for acabar com o Brasil, então o que será?

  8. Esther Torinho Diz

    Desfaçatez? Disse nada menos do que a verdade.
    Prova disso é o Ministério que ele nomeou. Um cara com 36 mortes nas costas. Além de corruptos, completamente retrógrados. O Serra, um entreguista de marca maior, o da Justiça, nem falar. O da Educação, como nada entende do assunto, recebe o Alexandre Frota para dar sugestões para a área.
    O Meireles propõe uma pacote capaz de detonar a economia brasileira.
    Eles querem três coisas: entregar o pré sal aos americanos a troco de banana; privatizar tudo que ainda puderem, também a troco de banana e financiado com dinheiro público. E além disso, acabar com programas sociais importantes para o país e tirarem direitos trabalhistas.
    Se isso não for acabar com o Brasil, então o que será?

  9. Esther Torinho Diz

    Desfaçatez? Disse nada menos do que a verdade.
    Prova disso é o Ministério que ele nomeou. Um cara com 36 mortes nas costas. Além de corruptos, completamente retrógrados. O Serra, um entreguista de marca maior, o da Justiça, nem falar. O da Educação, como nada entende do assunto, recebe o Alexandre Frota para dar sugestões para a área.
    O Meireles propõe uma pacote capaz de detonar a economia brasileira.
    Eles querem três coisas: entregar o pré sal aos americanos a troco de banana; privatizar tudo que ainda puderem, também a troco de banana e financiado com dinheiro público. E além disso, acabar com programas sociais importantes para o país e tirarem direitos trabalhistas.
    Se isso não for acabar com o Brasil, então o que será?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.