Marina Silva mostra “face” e diz ser a favor do golpe

5

A Rede Sustentabilidade, partido criado pela ex-senadora Marina Silva, divulgou nota onde reafirma o seu posicionamento a favor do impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff, a despeito do único senador do partido, Randolfe Rodrigues (AP) ser contrário ao afastamento. “Reiteramos nosso posicionamento favorável ao afastamento definitivo da presidente Dilma, lembrando que a REDE respeita a pluralidade das posições e opiniões sobre essa questão e decidiu liberar as bancadas na Câmara e no Senado para votarem de acordo com suas consciências”, diz um trecho da nota divulgada pela legenda.

No texto, a Rede também voltou a defender a cassação da chapa que elegeu Dilma e o atual vice-presidente em exercício Michel Temer e a realização de novas eleições. “É preciso que as investigações da Lava-Jato continuem, que todos os culpados sejam punidos. Insistimos que a melhor saída para a crise é a convocação de uma nova eleição a partir da cassação da chapa Dilma-Temer”, destaca o texto.

Confira a íntegra da nota.

O Senado iniciou ontem a Sessão de julgamento da presidente Dilma, acusada de ter cometido crime de responsabilidade. Desde o dia 01 de dezembro, quando foi aceito o pedido de tramitação do processo de impeachment no Congresso, foram apresentados documentos de acusação e de defesa, testemunhas foram ouvidas e perícias realizadas, com acompanhamento estreito do Supremo Tribunal Federal.

Os elementos que levaram a REDE a se posicionar a favor da admissibilidade do processo do impeachment se confirmaram nessa etapa de debates no Senado. Reiteramos nosso posicionamento favorável ao afastamento definitivo da presidente Dilma, lembrando que a REDE respeita a pluralidade das posições e opiniões sobre essa questão e decidiu liberar as bancadas na Câmara e no Senado para votarem de acordo com suas consciências.

Também reafirmamos nosso entendimento de que o impeachment, por si só, não resolverá a crise política, social, econômica e moral. É preciso que as investigações da Lava-Jato continuem, que todos os culpados sejam punidos. Insistimos que a melhor saída para a crise é a convocação de uma nova eleição a partir da cassação da chapa Dilma-Temer. A Lava-Jato tem apontado que há indícios de que dinheiro público desviado da Petrobrás tenha sido usado para financiar a campanha dessa chapa e que várias lideranças do PMDB podem ter sido beneficiadas com recursos ilícitos.

Por fim, entendemos que os fiadores da Operação Lava-Jato somos nós, cidadãos e cidadãs, os únicos capazes de escolher um governo com credibilidade para tirar o país da crise.

Comissão Executiva Nacional
Rede Sustentabilidade

você pode gostar também Mais do autor

5 Comentários

  1. female escorts new delhi Diz

    We are a bunch of volunteers and starting a new scheme in our community. Your website offered us with valuable info to paintings on. You’ve performed an impressive process and our entire group will be thankful to you.

  2. Antonio Monteiro Neto Diz

    A questão é que nem essa ecochata e nem o narigudo mineiro do pó branco vão ganhar em 2018, eles sabem que vai ser Lula de novo. Diga-Se de passagem que tb não é a melhor opção mas… É quem vai levar, por isso essa mobilização desesperada em querer destrui-lo.

  3. Arnóbio Diz

    Vamos ser mais maleáveis, se ela é a favor do cassação da chapa Dilma /Temer no TSE, ela não pode ser contra a cassação de Dilma.

  4. Vitor Alencastro Diz

    Marina, mostra todo seu caráter e ética! Beija o golpista e pede a bênção! Golpista nojenta!!!

  5. Paulo Fernando Almeida Diz

    Não pôde ser diferente pelo próprio “andar da carruagem”mas o que se há de fazer? As leis da vida somado às leis de Deus determinam as experiências que temos que passar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.