Nelson Jobim para Moro, ‘Lula preso elege qualquer um’

0

Do Valor:

Após defender em conversa com o Valor PRO a análise separada das contas de campanha da ex-presidente e do atual, Jobim deu uma palestra no congresso da Associação de Estudantes Brasileiros no Exterior (Brasa). Nela, ele advertiu os estudantes sobre o risco de o Brasil ficar sem presidente da República, caso Temer seja cassado. “Se esse governo cair agora, teremos que fazer eleição indireta – algo para o qual não teremos lei. Logo, teremos que votar uma lei. E o país vai eleger alguém para 2018 para fazer um mandato-tampão e presidir até a eleição de 2018?!”

Jobim também fez uma advertência às consequências da Operação Lava-Jato. “Há uma questão prática: o presidente Lula preso elege qualquer um, em 2018, principalmente o Ciro Gomes”, continuou Jobim. Na avaliação dele, Lula tem densidade eleitoral e, portanto, será interlocutor importante nas próximas eleições. “A questão da corrupção tem que ser tratada com lucidez porque não se constrói o futuro retaliando o passado”, ressaltou. “É bom ter presente que o Judiciário trata do passado. Ele aplica penas ao passado que se cumprirão no futuro. Mas o Judiciário não resolve o problema do futuro. Não se constrói o futuro com sentenças.”

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.