OUTRO LIXO? Malafaia sai em defesa de William Waak e diz que fala racista foi só “brincadeira”

0

O jornalista Rachel Sheherazade e o pastor Silas Malafaia saíram em defesa de William Waack, âncora do Jornal da Globo, que foi afastado da bancada e teve seu programa na GloboNews cancelado por ter feito comentários racistas.

“Um dos jornalistas mais brilhantes da TV brasileira foi o último alvo dos fundamentalistas da moral seletiva. Caiu na armadilha pérfida dos coleguinhas invejosos, esquerdistas acéfalos e medíocres de todas as nuances. O ‘hipocritamente correto’ venceu mais uma vez. Feriu de morte o brilhante Paulo Francis, atropelou Boris Casoy, trapaceou Reinaldo Azevedo e agora condenou à execração pública William Waack. E o jornalismo brasileiro fica a poucos passos da total acefalia”, escreveu Sheherazade.

Malafaia, por sua vez, postou no Twitter que o jornalista fez “uma brincadeira”: “acredito q William Vaack fez uma brincadeira de mau gosto, mas ñ é racista. Quem nunca fez uma brincadeira de mal gosto? Atire a 1ª pedra”.

Waack foi acusado de racismo após um vídeo seu nos bastidores do jornal cair na internet. Nas imagens vazadas, o comunnicador se prepara para entrar em um link direto da Casa Branca nos EUA, acompanhado de um convidado.

Enquanto aguarda, ouve uma buzina do lado de fora do estúdio. Sem papas na língua ele comenta: “Tá buzinando por que seu m… do c…”. Ainda sem estar ao vivo e sem saber que era gravado, William Waack continua: “Eu não vou nem falar de quem, eu sei quem é né?”, comenta, se dirigindo ao convidado e sussurra palavras que soam como “é preto”.

Ele ainda repete a informação, fazendo com que ambos riam e completa: “é coisa de preto, com certeza”, antes de o vídeo ser cortado. O vídeo caiu na internet e imediatamente a Rede Globo decidiu afastar William Waack no “Jornal da Globo”.

Uol

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.