PERSEGUIÇÃO CONTINUA: Congresso aprova propositura de Caiado que torna público gostos da presidenta Dilma; CONFIRA!

9

A Comissão de Transparência do Senado aprovou nesta terça-feira (7/6) projeto (PLS 62/2016) de autoria do senador Ronaldo Caiado (GO) que determina divulgação na internet dos gastos pessoais da presidência da República e dos cartões corporativo do governo federal. O texto segue para Comissão de Constituição e Justiça e deve ser aprovado também pelo plenário da Casa.

“Trata-se de um tema atual, pauta de todos os movimentos e pessoas que foram às ruas buscando a transparência e o resultado no gasto público que vem sobrecarregando o cidadão que cada vez mais paga imposto. Esperamos agora a mesma celeridade na Comissão de Constituição e Justiça para que o texto siga rapidamente para votação no plenário do Senado”, opinou o líder do Democratas no Senado.

Pelo projeto, devem ser divulgadas no portal da transparência as informações sobre todos os gastos com objetos de uso pessoal do presidente e sua família, bem como despesas de consumo com alimentação, transporte, bebidas, empregados domésticos, presentes, viagens e hospedagens custeados pelos cofres públicos.

A Comissão aprovou o relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) ao projeto de Caiado incluindo critérios para uso dos cartões corporativos, além da publicidade dos seus gastos. Pelo parecer de Anastasia, para portar o cartão será necessária uma avaliação da atuação do servidor que não pode ter atos que desabonem sua conduta. O nome e a matrícula do servidor assim como despesas de forma detalhada serão divulgados no portal da transparência.

você pode gostar também Mais do autor

9 Comentários

  1. Esther Torinho Diz

    Já que é assim, devem incluir os do gastos do Temer e de todos os Deputados, Senadores, Vereadores, etc.
    Caso contrário é perseguição.

  2. Esther Torinho Diz

    Já que é assim, devem incluir os do gastos do Temer e de todos os Deputados, Senadores, Vereadores, etc.
    Caso contrário é perseguição.

  3. Esther Torinho Diz

    Já que é assim, devem incluir os do gastos do Temer e de todos os Deputados, Senadores, Vereadores, etc.
    Caso contrário é perseguição.

  4. ricardo Mezavila Diz

    Avô, de que lado você estava?

    Assistindo ao vídeo da defesa da Presidenta Dilma Rousseff feita pelo Advogado e ex-Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tive um déjà-vu. Zé Eduardo disse que o momento que vivemos é histórico e que amanhã seus netos perguntarão: “avô, de que lado você estava?”

    Na atualidade, os deputados e senadores que estão envolvidos com a farsa do impeachment, não se preocupam com nada que não esteja ligado ao GOLPE, com a tentativa de afastamento por definitivo de uma Presidenta que não cometeu nenhum ato que justifique o seu impedimento, as páginas da história pouco, ou nada, os importa.

    No discurso de defesa, Zé Eduardo disse que o Brasil será considerado ‘a maior república de bananas do planeta’, caso os senadores optem pelo impeachment. O mundo está escandalizado com o que está acontecendo aqui, os jornais estão denunciando a perseguição política pelos corruptos organizados a uma Presidenta que não faz parte da organização.

    Seu afastamento servirá, como eles mesmos disseram, para estancar a sangria, as investigações e as prisões causadas pela operação lava jato que se aproxima de seus crimes. O que mais impressiona é que tudo é feito às claras, as manobras estão visivelmente expostas e, mesmo assim, tem parte da população que não percebe, porque introjetaram informações seletivas que favoreceram o surgimento de um ódio partidário e de classe.

    Assim como os netos de José Eduardo, o meu também vai perguntar de que lado eu estava quando a democracia sofria um GOLPE. Tem quem acredite que o impeachment está sendo conduzido legalmente, que os decretos são motivos constitucionais. A esses, a história tratará como inocente útil, diferente de quem tem conhecimento do GOLPE e continua apoiando, esses carregarão na testa o carimbo de GOLPISTA e serão peças no museu do GOLPE.

    Ricardo Mezavila.

  5. ricardo Mezavila Diz

    Avô, de que lado você estava?

    Assistindo ao vídeo da defesa da Presidenta Dilma Rousseff feita pelo Advogado e ex-Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tive um déjà-vu. Zé Eduardo disse que o momento que vivemos é histórico e que amanhã seus netos perguntarão: “avô, de que lado você estava?”

    Na atualidade, os deputados e senadores que estão envolvidos com a farsa do impeachment, não se preocupam com nada que não esteja ligado ao GOLPE, com a tentativa de afastamento por definitivo de uma Presidenta que não cometeu nenhum ato que justifique o seu impedimento, as páginas da história pouco, ou nada, os importa.

    No discurso de defesa, Zé Eduardo disse que o Brasil será considerado ‘a maior república de bananas do planeta’, caso os senadores optem pelo impeachment. O mundo está escandalizado com o que está acontecendo aqui, os jornais estão denunciando a perseguição política pelos corruptos organizados a uma Presidenta que não faz parte da organização.

    Seu afastamento servirá, como eles mesmos disseram, para estancar a sangria, as investigações e as prisões causadas pela operação lava jato que se aproxima de seus crimes. O que mais impressiona é que tudo é feito às claras, as manobras estão visivelmente expostas e, mesmo assim, tem parte da população que não percebe, porque introjetaram informações seletivas que favoreceram o surgimento de um ódio partidário e de classe.

    Assim como os netos de José Eduardo, o meu também vai perguntar de que lado eu estava quando a democracia sofria um GOLPE. Tem quem acredite que o impeachment está sendo conduzido legalmente, que os decretos são motivos constitucionais. A esses, a história tratará como inocente útil, diferente de quem tem conhecimento do GOLPE e continua apoiando, esses carregarão na testa o carimbo de GOLPISTA e serão peças no museu do GOLPE.

    Ricardo Mezavila.

  6. ricardo Mezavila Diz

    Avô, de que lado você estava?

    Assistindo ao vídeo da defesa da Presidenta Dilma Rousseff feita pelo Advogado e ex-Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tive um déjà-vu. Zé Eduardo disse que o momento que vivemos é histórico e que amanhã seus netos perguntarão: “avô, de que lado você estava?”

    Na atualidade, os deputados e senadores que estão envolvidos com a farsa do impeachment, não se preocupam com nada que não esteja ligado ao GOLPE, com a tentativa de afastamento por definitivo de uma Presidenta que não cometeu nenhum ato que justifique o seu impedimento, as páginas da história pouco, ou nada, os importa.

    No discurso de defesa, Zé Eduardo disse que o Brasil será considerado ‘a maior república de bananas do planeta’, caso os senadores optem pelo impeachment. O mundo está escandalizado com o que está acontecendo aqui, os jornais estão denunciando a perseguição política pelos corruptos organizados a uma Presidenta que não faz parte da organização.

    Seu afastamento servirá, como eles mesmos disseram, para estancar a sangria, as investigações e as prisões causadas pela operação lava jato que se aproxima de seus crimes. O que mais impressiona é que tudo é feito às claras, as manobras estão visivelmente expostas e, mesmo assim, tem parte da população que não percebe, porque introjetaram informações seletivas que favoreceram o surgimento de um ódio partidário e de classe.

    Assim como os netos de José Eduardo, o meu também vai perguntar de que lado eu estava quando a democracia sofria um GOLPE. Tem quem acredite que o impeachment está sendo conduzido legalmente, que os decretos são motivos constitucionais. A esses, a história tratará como inocente útil, diferente de quem tem conhecimento do GOLPE e continua apoiando, esses carregarão na testa o carimbo de GOLPISTA e serão peças no museu do GOLPE.

    Ricardo Mezavila.

  7. Edilma Rangel Diz

    Por que não ampliam o alcance do projeto e incluem TODOS os senadores e deputados federais?????

  8. Edilma Rangel Diz

    Por que não ampliam o alcance do projeto e incluem TODOS os senadores e deputados federais?????

  9. Edilma Rangel Diz

    Por que não ampliam o alcance do projeto e incluem TODOS os senadores e deputados federais?????

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.