PF diz que errou sobre José Dirceu; Ex-ministro foi acusado de receber propina da Odebrecht

0

Em coletiva de imprensa convocada pela Polícia Federal (PF) na manhã nesta segunda-feira (26) para trazer novas informações sobre a 35ª fase da Operação Lava Jato, a Força-Tarefa informou que o codinome ‘JD’ citado como beneficiário de R$ 48 milhões em propina na planilha da empreiteira Odebrecht não se tratava do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, como havia sido divulgado anteriormente.

Segundo os investigadores, a sigla “JD” faz referência ao ex-chefe de gabinete de Palocci, Jucelino Antonio Dourado. De acordo com o que publicou o site Paraná Portal, em anotações, Marcelo Odebrecht registrou repasses de valores “via JD”, em 2009 e 2010. “Esses fatos de como foram feitos os pagamentos, principalmente no local, estão sendo aprofundados. E objetivou-se com as medidas de hoje esse aprofundamento”, destaca o delegado Filipe Hille Pace.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.