SERÁ? Padilha diz que impeachment é questão do Senado e o governo Temer está respeitando isso;

0

O ministro interino da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o governo do vice-presidente em exercício Michel Temer espera obter entre 60 e 63 votos a favor do afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff na votação final do processo de impeachment pelo Senado.

“Sendo conservador, deveremos ter 61 votos”, afirmou. Segundo ele, o impeachment é uma questão do Senado e que o governo tem respeitado a independência entre os poderes.

Para o ministro, o esforço do governo para retomar o crescimento será ainda evidente quando o impeachment se tornar definitivo. “Governo enquanto interino deixa interrogações, é natural”, disse em entrevista à Rádio Estadão. “Com governo definitivo, teremos de conter a expansão da dívida pública e reformar o nosso sistema previdenciário”, completou.

Padilha também descartou que o governo irá promover uma alta imediata de impostos. “Já está descartado aumento de impostos com este novo orçamento”, destacou. Ele também defendeu a necessidade da reforma da Previdência. “O governo vai mostrar que se não alterar o sistema previdenciário, não haverá dinheiro para bancar (as aposentadorias)”, disse.

Ele também afirmou eu julgamento do deputado afastado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é um assunto de competência do poder Legislativo. “O partido (PMDB) não pode ser responsável por Cunha”, observou.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.