SORTE? Delação mais esperada do Brasil é adiada para Novembro depois do impeachment e Temer vibra;

1

O presidente interino, Michel Temer, ganha um presente com o adiamento da delação premiada mais aguardada do País na Operação Lava Jato: o da Odebrecht.

A conclusão do acordo, que a empreiteira achou que fosse ocorrer ainda neste mês, deve acontecer apenas em novembro, segundo informou neste domingo 14 o colunista do Globo Lauro Jardim.

Segundo o jornalista, deve começar nesta semana a etapa da delação em que se discute a premiação, a etapa mais trabalhosa de um acordo de delação, como penas dos executivos e o valor a ser ressarcido pela empresa aos cofres públicos.

Com o adiamento, a conclusão do acordo acontecerá depois da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff, previsto para entre final de agosto e início de setembro, mas não elimina a instabilidade.

Em depoimento, Marcelo Odebrecht envolveu os ministros José Serra e Eliseu Padilha em irregularidades, além do próprio Michel Temer. O interino teria pedido recebido R$ 11 milhões da construtora em dinheiro para campanhas do PMDB.

Parte desse montante – R$ 4 milhões – teriam sido pagos para Padilha. Já Serra teria recebido R$ 23 milhões via caixa 2, parte paga no Brasil e parte por meio de contas no exterior.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Vera Diz

    Não há pressa…
    Com a Presidenta Dilma Rousseff ou sem…o dele já foi preparado pelo UNIVERSO…
    “A vida não dá e nem empresta, não se comove e nem se apieda. Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos.”
    Albert Einstein — —Sinto Muito………… — — — —

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.