TACHADO DE JUIZ PARCIAL: Moro tenta se defender e diz que não influenciou a mídia contra Lula, ‘apesar dos vazamentos’; CONFIRA!

0

Na sentença em que condenou Lula a 9 anos e meio de prisão no caso triplex, Sergio Moro negou que tenha utilizado parte da grande mídia para ajudar a força-tarefa a liquidar o direito à presunção de inocência do ex-presidente.

O juiz – que às vésperas do impeachment alimentou a Globo com grampo posteriormente anulado pela Suprema Corte, de conversa entre Lula e a então presidente Dilma Rousseff – disse na sentença do triplex que “não controla e não pretende controlar a imprensa, nem tem qualquer influência em relação ao que ela publica.”

“Em ambiente de liberdade de expressão, cabe à imprensa noticiar livremente os fatos. O sucessivo noticiário negativo em relação a determinados políticos, não somente em relação ao ex-presidente Lula, parece, em regra, ser mais o reflexo do cumprimento pela imprensa do seu dever de noticiar os fatos do que alguma espécie de perseguição política a quem quer que seja“, disse Moro.

O juiz ainda avaliou que “deve-se tirar a política das páginas policiais, mas isso se resolve tirando o crime da política e não a liberdade da imprensa.”

Segundo Moro, diante da dimensão do escândalo revelado pela Lava Jato, “é natural, no contexto, que a imprensa tenha notícias para divulgar.” Apesar disso, afirmou que sua sentença foi proferida com base “nas leis e nas provas“, “independentemente de qualquer posicionamento da imprensa a respeito do caso.”

Jornal GGN

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.