VAI BALANÇAR A REPÚBLICA: Procuradoria quer rigidez no acordo de delação de Cunha

0

Membros da PGR (Procuradoria-Geral da República) indicaram que serão rígidas as negociações para um possível acordo de delação premiada do ex-presidente da Câmara dos Deputados, cassado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

De acordo com a Folha de S. Paulo, procuradores afirmaram que possíveis tratativas com um dos principais alvos da Operação Lava Jato (Cunha), podem desgastar a imagem da PGR.

Com a cassação, Cunha perde foro privilegiado, e as ações a que responde no STF (Supremo Tribunal Federal) e demais investigações da Lava Jato devem seguir para a primeira instância.

Sob o risco de ser preso por ordem do juiz Sergio Moro, Cunha discutiu estratégias de defesa com seus advogados nesta terça-feira (13), entre elas a possibilidade de delatar. Publicamente, ele tem negado a possibilidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.