Mulher de Cunha exige ministros e deputados para defesa dela

1

Acusada dos crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas em processo da operação Lava-Jato, sob o comando do juiz Sérgio Moro, a jornalista Cláudia Cruz, mulher de Eduardo Cunha, indicou ministros e deputados federais como testemunhas de sua defesa.

Os indicados foram os ministros Maurício Quintella (Transportes) e Bruno Araújo (Cidades), além dos parlamentares Hugo Motta (PMDB-PB), Felipe Maia (DEM-RN), Carlos Marun (PMDB-MS), Jovair Arantes (PTB-GO), Gilberto Nascimento (PSC-SP) e Átila Lins (PSD-AM).




Cláudia avalia que o grupo pode atestar sua inocência quanto aos crimes atribuídos a ela.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. felipe faria Diz

    ela ja indicou esses pois era para esses que ela lava o dinheiro junto com o dela e do cunha!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.