França envia investigadores ao Cairo após acidente

1

Três investigadores franceses e um conselheiro técnico da Airbus viajarão nesta quinta-feira  (19) à capital egípcia para participar das investigações sobre o acidente com um avião A320 da EgyptAir que fazia o trajeto Paris-Cairo, anunciou o secretário de Estado de Transportes, Alain Vidalies.

Os especialistas do Escritório de Investigações e Análises (BEA), a autoridade responsável pelas investigações sobre segurança na aviação civil francesa, viajarão em um voo noturno, como o da aeronave acidentada, que transportava 66 pessoas, incluindo 30 egípcios e 15 franceses.

O avião voava a uma altura de 37.000 pés (11.000 metros) e desapareceu dos radares às 00h45 GMT (3h45 de Brasília), pouco depois de entrar no espaço aéreo egípcio.

Parte de seus destroços foram encontrados perto da ilha grega de Kárpatos.

Acidente ou atentado?
O ministro egípcio da Aviação Civil, Sherif Fathi, disse que a possibilidade de um ataque terrorista ter sido a causa do desaparecimento do Airbus A320 da EgyptAir é “mais forte” do que falha técnica, segundo a Associated Press.

O ministro disse que, no entanto, é cedo para tirar conclusões sobre a causa desaparecimento do avião. A EgyptAir divulgou nota negando que a causa do problema tenha sido confirmada. O presidente francês, François Hollande, afirmou que o avião caiu e desapareceu.

“Infelizmente, temos a confirmação de que o avião caiu e está perdido”, disse. “Nenhuma hipótese pode ser descartada, nem qualquer uma pode ser colocada acima de outra.”

O voo MS804 partiu do aeroporto Charles de Gaulle na quarta às 23h09 (18h09 em Brasília) e deveria pousar cinco horas depois no Aeroporto Internacional doCairo, na madrugada desta quinta (19) às 3h15 (horário de Paris e do Cairo). Os radares perderam o contato quando o avião passava pelo Mediterrâneo.

O departamento de Defesa da Grécia busca destroços da aeronave no Mediterrâneo com a ajuda de barcos e aviões. De acordo com a Reuters, dois objetos já foram localizados ao sul da ilha grega de Creta. Ainda é cedo, no entanto, para confirmar se pertencem ao Airbus.

Passageiros e tripulação
A aeronave modelo Airbus A320 transportava 56 passageiros (entre eles, uma criança e dois adolescentes) e 10 tripulantes (entre eles, três seguranças), de acordo com a companhia aérea.

Segundo a EgyptAir, o voo transportava 30 egípcios, 15 franceses, além de dois iraquianos, um britânico, um belga, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um português, um argelino e um canadense. Nenhum brasileiro estava a bordo.

Familiares de passageiros estão no aeroporto do Cairo à espera de notícias de seus parentes.

A companhia aérea informou também que o piloto do avião, cujo nome não foi divulgado ainda, tinha 6.275 horas de voo, incluindo 2.101 horas no comando de um Airbus A320. O copiloto tinha 2.766 horas de voo. A aeronave foi produzida em 2003.

G1

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Melissa Diz

    If I conmimucated I could thank you enough for this, I’d be lying.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.