Desesperado, Angorá faz pedido a Fachin, mas leva ‘lapada’; SAIBA!

0

Preocupado com a investigação da organização criminosa chamada pelo ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de “PMDB da Câmara”, o ministro Moreira Franco (PMDB-RJ) vinha tentando, desde o mês de julho, ser ouvido pela Polícia Federal. Alegou que seria a oportunidade para “esclarecer, vez por todas, a ausência de envolvimento com as imaginadas condutas ilícitas, que permeiam os fatos em apuração”.




No último dia 14, data em que Janot ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso, incluindo na acusação Moreira e outros peemedebistas como o presidente Michel Temer, o titular da Secretaria-Geral da Presidência havia reiterado o pedido ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato. Fachin negou, frisando que chegará o momento adequado para o peemedebista se defender.

CLICK POLÍTICA com informações de coluna expresso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.