Dodge pede afastamento de Segóvia ao Supremo, mas PGR ainda é tida como ‘perseguidora’ de Lula

0

Raquel Dodge pediu ao STF “ordem judicial” para que Fernando Segóvia se abstenha de declarações a respeito de inquéritos em curso, sob pena de afastamento da chefia da PF.

O requerimento foi feito no âmbito do inquérito dos portos, que investiga se o decreto de Michel Temer para o setor beneficiou a empresa santista Rodrimar.

O diretor-geral da PF já foi obrigado a se explicar a Luís Roberto Barroso depois de ter sugerido, em entrevista, que a tendência era arquivar a investigação sobre Temer.

Continua depois da Publicidade

antagonista

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.