Janot ataca Temer no twitter e ironiza prisões de “amigos”; SAIBA!

0

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot usou o Twitter, na manhã desta quinta-feira (29/3), para comentar a prisão do advogado José Yunes, amigo pessoal e ex-assessor do presidente Michel Temer (MDB). “Começou? Acho que sim”, escreveu.

Janot já denunciou Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) por duas vezes por organização criminosa. Na última, em setembro do ano passado, juntamente com o ex-deputado federal Eduardo Cunha, Henrique Alves, Geddel Vieira Lima, Rodrigo Loures, Eliseu Padilha e Moreira Franco, todos do MDB, por praticarem ações ilícitas em troca de propina por meio da utilização de diversos órgãos públicos.

Operação
Yunes foi preso em São Paulo, nesta quinta, pela Polícia Federal. A medida foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito que apura se decreto presidencial promulgado em 2017 favoreceu empreiteiras e empresas do setor de portos em troca de propina.

A PF também prendeu o empresário Antônio Celso Grecco, dono da empresa Rodrimar. Ele é investigado por supostamente ter sido um dos beneficiados pelo chamado Decreto dos Portos.
Outros alvos da operação, batizada de Skala, são o ex-ministro da Agricultura e ex-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo Wagner Rossi e o coronel aposentado da Polícia Militar de SP João Batista Lima, amigo pessoal de Temer. Os dois foram presos.

Metropoles

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.