JORNALISTA ALERTA: PERIGO! Globo e fascistas armam a saída de Temer do governo e o adiamento das eleições 2018.

0

O jornalista Gil Silva diretor do site Click Política chamou a atenção da esquerda brasileira e do povo para um fato que desperta medo nos bastidores políticos.

Na opinião do jornalista, existem fortes rumores dando conta de que os fascistas pretendem adiar as eleições, com o objetivo de não permitir a participação de Lula no processo, pois sabem que o mesmo é imbatível para 2018.

Gil Silva, lembrou que tudo começou com entrevista do ministro Edson Fachin na Globo News, que se fez de vítima em uma entrevista exclusive e dramática, temendo ameaças a ele e sua família, querendo passar para a sociedade em’ tese’ de que o momento era de grande dificuldade, onde as instituições brasileiras não estariam tendo condições de exercer o seu papel com liberdade e isenção.

O jornalista disse, que a Globo News por sua vez, procurou indiretamente ligar esse fato ao pedido de habeas corpus de Lula, deixando claro que o ministro Edson Fachin, se mostrou contrário ao não cumprimento da pena, depois da condenação em segunda instância.

Gil alertou ainda, esses atentados aos ônibus da caravana do ex-presidente Lula, onde a Globo decidiu fazer a cobertura de maneira exagerada, certamente botando mais lenha na fogueira, rumo ao seu intento de impedir o processo eleitoral de 2018, sempre alegando que o país sofre um momento de crise e violência nunca registrado na história.

Agora a denúncia contra o presidente Michel Temer, que vem ganhando espaços excessivamente gigantes na grade jornalística da Globo o que é espantoso, registra na sua conversa o jornalista Gil Silva.

Gil chamou a atenção: “Todos aqueles que admiram a democracia têm o dever de se preocupar com esses indícios de golpe nas eleições presidenciais desse ano, caso o contrário iremos amargar por dois anos a figura de um impostor que não o Temer e sim uma figura nomeada pela a Globo e o fascismo que juntos querem ditar as regras do jogo nesse país.”
Da Redação do Click Política
Por: João Arthur.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.