CNJ remarca audiência que pode punir Moro por “crime contra a soberania nacional”

0

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) julga nesta terça-feira (17) o pedido feito pelo PT, PCdoB e PSB para que Sérgio Moro seja punido em razão de ter autorizado a divulgação dos áudios referentes a interceptação telefônica entre a presidente deposta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Caso seja punido, Moro poderá sofrer desde uma advertência ou censura, até a remoção ou aposentadoria compulsória ou até mesmo ser exonerado do cargo.

Apesar do assunto estar colocado na pauta do CNJ, o deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) diz não acreditar que o caso seja levado a julgamento. “Entra e sai da pauta direto. Quando completar dois anos eu vou mandar um bolo para a Cármen Lúcia”, disse Damous em referência a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do CNJ, ministra Cármen Lúcia.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.