URGENTE: Contador de Coronel Lima atuou em campanha de Michel Temer; LEIA!

0

A amizade do presidente Michel Temer com o coronel João Baptista Lima Sobrinho, preso na Operação Skala, está rendendo muitas desconfianças sobre o emedebista. A mais recente ligação de Temer com os alvos da polícia é o contador da Argeplan, empresa de arquitetura de Lima, Almir Martins Ferreira. Ele assinou as contas da campanha a deputado federal de Temer, em 1994.

A operação começou após o executivo do grupo J&F, Ricardo Saud, afirmar em delação que o presidente pediu que ele entregasse R$ 1 milhão em espécie ao coronel Lima. O dinheiro, segundo Saud, foi levado para a sede da Argeplan. Temer nega.

Conforme apurado pelo O Globo, o contador prestou serviços para a empresa do coronel três anos após a campanha de 1994. Em 1997, ele assinou como testemunha o contrato de sociedade entre Carlos Alberto Costa e Maria Eloisa Brito Neves, da Argeplan. Em 2003, Ferreira foi novamente testemunha no contrato da PDA Projetos, empresa do coronel Lima e da mulher dele, Maria Rita Fratezi.

Continua depois da Publicidade

Atualmente, Ferreira é dono de duas empresas: a MF Serviços Contábeis e a Atual Serviços de Contabilidade. Ao se dirigir para os endereços onde estão registradas, a reportagem não constatou qualquer atuação comercial nos locais. Em um dos endereços, em Poá, na Região Metropolitana de São Paulo, mora a filha de Ferreira. E no outro, em São Miguel Paulista, na Zona Leste da capital, a moradora disse não conhecer o contador. Ferreira também é gerente delegado da consultoria de gestão Eliland, com sede no Uruguai.

O contador não foi localizado pelo O Globo e funcionários da Argeplan não quiseram falar sobre o caso.

A Operação Skala investiga se Temer editou um decreto para favorecer empresas que atuam no porto de Santos em troca de propina.

Portal Click Política

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.