Lindbergh: “estão submetendo Lula a uma solitária inadmissível”

0

O senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, reagiu com indignação à decisão da juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que negou nesta tarde todos os pedidos de visita ao ex-presidente Lula, incluindo o da presidente legítima e deposta Dilma Rousseff, da senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT e do presidenciável do PDT, Ciro Gomes.

“É um escândalo. Estão submetendo o presidente Lula a uma solitária, a um confinamento inadmissível”, disse Linbergh em vídeo. “Vamos ter que procurar o CNJ [Conselho Nacional de Justiça], porque isso é uma medida autoritária, é contra a lei de execução penal”, disse o senador.

Em sua decisão, a juíza Carolina Lebbos disse que a Lei de Execuções Penais, de 1984, estabelece que não se trata de um direito absoluto do preso a visita “cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados”. A juíza disse que na sede da PF em Curitiba apenas familiares são autorizados a visitar os detentos, sem prejuízo para o acesso dos advogados. Para ela, essa “restrição não é, a priori, ilegítima, tampouco revela ato ilegal”.

Continua depois da Publicidade

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.