A COBRA VAI FUMAR: Em defesa de Lula, centrais sindicais realizam ato do Dia do Trabalho Em Curitiba: SAIBA!

0

Sete centrais sindicais do país incluirão às reivindicações do Dia do Trabalho a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril. Um ato unificado será realizado na capital paranaense nesta terça-feira (1), a partir das 14h, em defesa do petista e da sua participação nas eleições deste ano.

As centrais participantes são: CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical, UGT (União Geral dos Trabalhadores), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil), Nova Central, CSB (Central dos Sindicatos do Brasil) e Intersindical.

O ato será realizado na praça Santos Andrade, no centro de Curitiba, com shows de artistas como Beth Carvalho, Ana Cañas e o rapper Renegado. A partir das 16h, começam os discursos políticos. Movimentos sociais como MST, MTST, UNE e Central de Movimentos Populares também confirmaram presença.

Continua depois da Publicidade

Na página oficial, a CUT afirma que Lula é “mantido como preso político” e que elegê-lo para a Presidência “é a chance que a classe trabalhadora tem de conseguir resgatar direitos perdidos nos últimos anos”.

As centrais participantes são: CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical, UGT (União Geral dos Trabalhadores), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil), Nova Central, CSB (Central dos Sindicatos do Brasil) e Intersindical.

O ato será realizado na praça Santos Andrade, no centro de Curitiba, com shows de artistas como Beth Carvalho, Ana Cañas e o rapper Renegado. A partir das 16h, começam os discursos políticos. Movimentos sociais como MST, MTST, UNE e Central de Movimentos Populares também confirmaram presença.

Na página oficial, a CUT afirma que Lula é “mantido como preso político” e que elegê-lo para a Presidência “é a chance que a classe trabalhadora tem de conseguir resgatar direitos perdidos nos últimos anos”.

Redação do Portal Click Política – informações da CUT.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.