NÃO PASSA NEM COM REZA BRAVA: Ciro lamenta postura de Gleisi e pede prudência nas declarações

0

Da Folha

Ciro Gomes, 60, pré-candidato do PDT à Presidência, diz ter “pena” de Gleisi Hoffmann pelo fato de a presidente do PT ter afirmado que o pedetista “não passa no PT nem com reza brava”.

A afirmação de Gleisi foi uma resposta à possibilidade de o PT indicar um nome para ser vice em uma chapa com Ciro. “Para se ver como é questão de dar pena, meu partido, o PDT, portanto, eu, estou apoiando quatro dos cinco dos principais candidatos a governador do PT”, disse Ciro à TV Folha.

Para o pedetista, também é “uma burrice” a estratégia do PT de querer pedir aos candidatos de centro-esquerda que defendam um indulto para Lula na campanha eleitoral.

(…)

“REZA BRAVA”
Vou ter paciência, respeito e compreendo o drama do PT. E tenho pena de uma pessoa da responsabilidade da presidente nacional do PT dizer uma coisa dessas.

Para se ver como é questão de dar pena, meu partido, o PDT, portanto, eu, estou apoiando quatro dos cinco dos principais candidatos a governador do PT.

(…)

INDULTO A LULA
O presidente Lula está a meio caminho de recursos [na Justiça]. Se a burocracia do PT cria uma campanha pelo indulto, o que ela está dizendo? Que o Lula será condenado em última instância.

Isso nega a estratégia dos advogados do Lula. A sentença contra o Lula é injusta e a prova é frágil. Eu não vou cair nessa burrice.

(…)

PARTIDOS
O MDB precisa ser desmontado como frente hegemonizada por uma quadrilha de bandidos. Não vejo o PSDB nem o PT como uma quadrilha de bandidos.

E se não fosse a confrontação miúda de São Paulo [entre PSDB e PT], eles deveriam ter cooperado historicamente. São duas fundações do Brasil redemocratizado e, ao se negarem a cooperar, emerge quem? A roubalheira e os corruptos.

O Lula botou o Michel Temer na linha de sucessão do Brasil, e a Dilma empoderou o Eduardo Cunha.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.