INCOERÊNCIA: Ministro Celso de Mello classifica prisão de Lula de esdrúxula, mas vota contra o ex-presidente; SAIBA!

0

Último ministro a se manifestar sobre o recurso do ex-presidente Lula para reverter sua prisão política, Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, votou nesta quinta-feira, 10, para manter Lula preso, assim como os outros quatro membros da 2ª Turma do STF: Edson Fachin (relator), Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.




Apesar de votar pela manutenção da prisão sem provas contra Lula, Celso de Mello voltou a criticar a prisão do ex-presidente, classificada por ele como “esdrúxula”.




“Cabe observar que o Plenário do Supremo Tribunal Federal, contra o meu voto (que integrou a corrente minoritária), entendeu legítima, sob perspectiva constitucional, a possibilidade daquilo que eu próprio denominei ‘esdrúxula execução provisória de condenação criminal sem trânsito em julgado'”, disse, evocando o princípio da colegialidade para negar o pedido da defesa de Lula.
Portal Click Política

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.