INCOERENTE! FHC SOBRE AZEREDO: “Pessoa austera, correta”

0

DO UOL:

Em evento de lançamento do seu novo livro “Crise e Reinvenção da Política no Brasil”, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) evitou criticar diretamente o ex-governador de Minas Gerais e correligionário de partido, Eduardo Azeredo, preso nesta quinta-feira (23) por crimes relacionados ao esquema que ficou conhecido como mensalão tucano.

Durante debate na livraria Argumento, no Leblon, zona sul do Rio, FHC disse que o mensalão tucano se diferencia do petista porque, no primeiro caso, não houve aparelhamento para comprar votos de deputados. “Não houve uma organização para pagar deputado. Não estou dizendo que [Azeredo] não é culpado. Mas são coisas diferentes.”

Continua depois da Publicidade

“Foi uma prática que não é aceitável, manobrada por outras duas pessoas lá em Minas [o publicitário Marcos Valério e o ex-presidente da Federação dos Transportes Décio Andrade]. Para obter recursos de campanha, utilizaram contratos de empresa estatal. Ele disse que não sabia. Foi condenado a 20 anos e meio de cadeia”, afirmou.

FHC disse que conhece pouco o ex-governador. “Pessoalmente, eu não sei se ele fez alguma coisa. Conheço o Eduardo pouco, mas conheço. É uma pessoa normalmente austera, correta”, afirmou.

Questionado sobre uma possível autocrítica do seu partido a respeito de Azeredo e do senador Aécio Neves, réu no STF (Supremo Tribunal Federal) após ser gravado pedindo propina ao empresário Joesley Batista, FHC declarou que “o sistema político como um todo escandalizou a sociedade”.

Tietado durante o evento, FHC saiu sem falar com a imprensa. Questionado pelo UOL se achava que a pena de Azeredo havia sido justa, o tucano declarou apenas que “já havia dito tudo” sobre o assunto.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.