Motoboys e motoristas de Uber se unem a caminhoneiros em protesto e bloqueiam base da Petrobras

0

Do Metrópoles

A greve dos caminhoneiros promete mais um dia de caos no Distrito Federal. Por volta das 9h desta quinta-feira (24/5), com o apoio de outras categorias, como motoristas de aplicativos de transporte e motoboys, cerca de 400 manifestantes bloquearam a entrada e saída do Terminal Terrestre da Petrobras, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), em protesto contra o aumento dos preços de combustíveis.

Rafael de Almeida, 23, é motorista de Uber e participa do ato. “Estamos fazendo isso em protesto ao preço da gasolina, que está em quase R$ 10, o litro. O Brasil tem de parar, porque não dá mais. O lucro é zero e fica impossível trabalhar”, pontuou.

O local já havia sido bloqueado na manhã dessa quarta-feira (23), mas foi liberado em cumprimento a liminar expedida pelo juiz titular da 15ª Vara Cível de Brasília, João Luís Zorzo.

O magistrado determinou à Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM) que “desobstrua as vias públicas bloqueadas nas dependências do estabelecimento de distribuição de combustível, de maneira que não haja impedimento para o tráfego de veículos e empregados da Petrobras, no prazo de oito horas, sob pena de multa diária de R$ 100 mil”.

Pouco antes de realizarem novo bloqueio no posto de abastecimento da Petrobras, motociclistas fecharam as vias da Estrada Parque Taguatinga (EPTG), na altura do acesso a Águas Claras, sentido Plano Piloto. Policiais do Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPR) negociaram com os manifestantes a liberação das faixas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.