Desembargador toma decisão contra manifestações em prol de Lula e perseguição fica clara

0

DO ANTAGONISTA:

O desembargador Fernando Paulino da Silva Wolff Filho, do TJ-PR, impôs hoje uma série de restrições às manifestações pró-Lula na área próxima à PF em Curitiba, informa o UOL.

Em liminar, Wolff determinou que os militantes só poderão se reunir no local em sábados e domingos, em encontros com duração máxima de seis horas.

Continua depois da Publicidade

Além disso, os eventos não poderão ter início antes das 9h nem passar das 19h, com intervalo mínimo de duas semanas entre eles.

A decisão do desembargador foi proferida após advogados do PT recorrerem de outra sentença, do juiz Jailton Tontini, que determinou multa diária de R$ 500 mil aos fiéis lulistas caso eles não desocupassem as proximidades da PF.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.