Editorial da Folha: Temer é um cadáver entronado

0

O jornal Folha de S. Paulo faz seu editorial mais violento contra o governo Temer. Diz que Temer já deveria estar fora do cargo há muito tempo e que se tornou um cadáver entronado. Para o jornal, a permanência de Temer é o “aviltamento da Presidência da República”.

O tom do editorial é inédito para o governo Temer. Faltou pouco para a Folha usar a palavra “golpista”. O editorial desanca o trio de ministros que compõem a cúpula do governo neste momento: Padilha, Jungmann e Marun. Acusam-nos de “torrarem uma dinheirama” dos contribuintes em acordos fracassados.

“Os três ministros —Eliseu Padilha (Casa Civil), Raul Jungmann (Segurança Pública) e Carlos Marun (Secretaria de Governo)— encarregados de gerir a crise falaram bem mais que agiram, negociaram com quem não podia cumprir o assinado, porque não comandava a massa parada nas rodovias, e torraram uma dinheirama dos contribuintes em acordos fracassados. O Brasil tem 13,4 milhões de desempregados, entre outros desafios sociais dessa magnitude. Não parece fazer sentido gastar bilhões, que o Tesouro terá de tomar emprestados a juros de mercado, com centenas de milhares de caminhoneiros em dificuldade, mas empregados.

Continua depois da Publicidade

Se o governo não consegue fazer frente a forças que chantageiam os consumidores e impor um mínimo de racionalidade às negociações, o governo é desnecessário. A mesma fatia assoberbante de brasileiros que apoia a paralisação dos caminhoneiros, no Datafolha, rejeita pagar a conta das concessões, que virá sob a forma de mais impostos ou com o corte de gastos.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.