Folha detona Cármen Lúcia em editorial; SAIBA O MOTIVO!

0

Em editorial, o jornal Folha de S. Paulo critica a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) de pautar para o dia 20 de junho uma ação que pode trazer à tona a constitucionalidade de o congresso votar o parlamentarismo como novo sistema de governo. Para a Folha, não cabe ao STF “propor a medida de uma hora para outra, sem que o país se mostre preparado para mudança tão complexa e profunda”.




Em decisão nada oportuna, a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, pautou para o dia 20 de junho julgamento de uma ação que questiona a autoridade do Congresso para mudar o sistema de governo e instituir o parlamentarismo por meio de uma proposta de emenda à Constituição (PEC), sem consulta popular.




O caso chegou ao tribunal num longínquo 1997, quando o então deputado federal Jaques Wagner (PT) considerou questionável a tramitação de um projeto para substituir o presidencialismo. Quatro anos antes, em 1993, a ideia já havia sido rejeitada em plebiscito previsto pelas Disposições Transitórias da Constituição de 1988.
CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.