Ciro promete gasolina a R$ 3,00, mas também medidas “duras e amargas”

0

SÃO PAULO – Durante evento em São Paulo nesta segunda-feira (18), o pré-candidato à presidência Ciro Gomes, disse que se for eleito fará com que a gasolina custe entre R$ 2,80 e R$ 3,00, garantindo também que a Petrobras teria uma margem de lucro “razoável”. Segundo ele, medidas “duras e amargas” serão necessárias.

“Na prática, o que eu faria? Substituir o preço especulativo estrangeiro, que hoje está em US$ 80, por um preço nacional razoável, que é o que todo mundo faz. Isso quer dizer, na prática, que o litro da gasolina estaria entre R$ 2,80 e R$ 3 comigo”, disse o presidenciável.

Para ele, uma margem razoável para a Petrobras seria de 3%. “Não é lucro de 20%, 30% como o seu Pedro Parente fez agora. No trimestre, a Petrobras teve lucro de R$ 3,9 bilhões, todos entregues a acionistas minoritários. Isso é um crime”, afirmou Ciro. É importante lembrar, porém, que os resultados anteriores na petrolífera haviam sido bem ruins, não só pelo esquema de corrupção, mas também pela política que prejudicou a companhia com uma manutenção artificial de preços.

Continua depois da Publicidade

A questão está no repasse dos preços internacionais, algo essencial para que a estatal não tenha que “pagar” pelo seu negócio. Apesar disso, o pré-candidato acredita que não se pode fazer este repasse. “A razão de existir a Petrobras é produzir petróleo nacional para que estejamos protegidos dos ciclos eternos de especulação com o preço de petróleo.”

Durante sua palestra, Ciro também defendeu novamente a necessidade de reindustrializar o Brasil e disse que o país precisa de medidas “duras e amargas”. Ele defendeu um combate ao gasto público pelo lado dos gastos financeiros, mas “com cuidado” e sem desrespeitar contratos. “O que precisa ser feito no Brasil é duro e amargo […] O Brasil está em situação patrimonial pré-falimentar”, avaliou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.