Personalidades européias fazem apelo a FIFA contra simulações de “Neymar da Globo”

0

O ex-goleiro dinamarquês Peter Schmeichel fez duras críticas a Neymar durante a vitória do Brasil contra o México por 2 a 0. “Tudo o que posso pensar é que eu gostaria que esse atleta não jogasse. É tão chato assisti-lo”, disse Peter ao canal de TV russo RT Sport.

“Eu faço esse apelo à Fifa. Não é algo que a gente queira ver no futebol. Temos o VAR, temos de ser poupados dessas simulações. Ele atrai tanta atenção, e todas as crianças vão ver. Não é bom, não é o que queremos no futebol”, completou o ex-goleiro.

Peter é pai do atual goleiro da Dinamarca, Kasper Schmeichel, eliminada neste domingo (1º) após perder, nos pênaltis, para a Croácia.

“[Neymar] parecia estar morrendo. Eu pensei que ele seria colocado em uma maca e depois colocado em uma ambulância e nós nunca mais iriamos vê-lo novamente”, disse Schmeichel.

No segundo tempo da partida, por volta dos 30 minutos, Neymar caiu depois de uma divididacom o mexicano Miguel Layun e rolou no gramado, pedindo cartão. A arbitragem não puniu o jogador. Em entrevista coletiva após o jogo, Layun disse que não pisou em Neymar.

“Não [pisei em Neymar]. Veja, eu toco um pouco. Porque quando vou atrás da bola, ele cai, e eu estava olhando para a bola, não estava olhando pra ele. O árbitro reviu e viu que não estava com intenção de tocá-lo”, disse o o jogador do México.

CLICK POLÍTICA com informações da Folha

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.