TRAMA DA LAVA JATO? Palocci faz “triagem” de provas para “facilitar” futuras ações que podem atingir Dilma e Lula

0

Jornal GGN – O jornal O Globo divulgou nesta terça (3) que Antonio Palocci, para cumprir os termos do acordo de delação premiada que assinou com a Polícia Federal, está fazendo uma “triagem” em documentos que manteve em “segredo” e que serão entregues aos investigadores que pretendem abrir uma “nova frente de investigação” com o material. Segundo o jornal, a delação de Palocci está sob sigilo, mas já vazaram a informação de que o ex-petista implicou Dilma Roussef e Lula em negócios que teriam prejudicado a Petrobras.

De acordo com a reportagem, o material de Palocci será entregue à PF nos próximos dias, quando uma “perícia” nos documentos, contratada pelo próprio delator, for concluída. O Globo ressaltou que Palocci faz a “triagem” do que será apresentado às autoridades para “facilitar” o trabalho dos investigadores, mas uma cópia integral dos arquivos também será anexada.

Esses documentos surgem de computadores que a Polícia Federal não encontrou na busca e apreensão nos enfereços ligados a Palocci, no âmbito da Lava Jato. Nas mesas da consultoria do ex-ministro só foram detectados monitores, mouses e teclados. À época, um dos sócios de Palocci alegou que os computadores não estavam completos pois foram substituídos por laptops. O Globo diz que a PF nunca engoliu essa história e associou o acordo de delação à entrega dos arquivos dos computadores que não viram.

“O compartilhamento desses dados é a principal condição para que o ex-ministro deixe a prisão e progrida para o regime domiciliar com tornozeleira, segundo o acordo de delação assinado por ele com a Polícia Federal, em abril, e homologado no fim de junho pelo juiz João Pedro Gebran Neto, o relator da Lava-Jato na Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4)”, escreveu o jornal. Apesar disso, o próprio diário ressalta que nada garante que Palocci venha a ser solto, pois a decisão cabe ao juiz Sergio Moro.

DILMA E LULA

Segundo o jornal, a delação de Palocci está sob sigilo, mas “grande parte das histórias abordadas” por ele citava “esquema de corrupção na Petrobras, as relações das empreiteiras com políticos do PT e a forma como os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff se envolveram nas tratativas que resultaram em um prejuízo de cerca de R$ 42 bilhões aos cofres da Petrobras, segundo estimativa levantada pela própria PF”.

Sem sucesso nas tratativas por um acordo de colaboração com os procuradores de Curitiba, Palocci fez um bom negócio ao fechar com a PF. Segundo O Globo, a Receita Federal estimou que o ex-petista levantou R$ 81,3 milhões em negócios que envolvem 47 empresas, ao longo de 9 anos de funcionamento de sua consultoria, a Projeto. Só entre 2007 e 2015, Palocci tirou pessoalmente pouco mais de R$ 12 milhões, “sendo R$ 336 mil em remuneração do trabalho e R$ 11,7 milhões em lucros e dividendos.”

Hoje, a Justiça mantém bloqueados cerca de R$ 36 milhões das contas de Palocci.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.