CONFIRMADA MARCHA A BRASÍLIA PARA REGISTRAR CANDIDATURA LULA

0

“O PT, movimentos sociais e entidades sindicais promoverão no dia 15 de agosto uma grande marcha a Brasília, para acompanhar o registro da candidatura de Lula a presidente da República no Tribunal Superior Eleitoral. Espera-se a participação de milhares de pessoas que sairão em marcha de cidades do entorno de Brasília até o centro administrativo da capital federal”, informa o Boletim da Resistência. Leia abaixo:

Boletim 143 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 11/7/2018 – 21h

1. Centrais sindicais, movimentos sociais e partidos realizarão na próxima sexta-feira (13) um dia de mobilização contra a ‘guerra jurídica’ para impedir a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com panfletagem pelo Brasil, o objetivo é fazer um “esquenta” para o dia 15 de agosto, quando será registrada a candidatura de Lula a presidente da República. Leia mais: http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2018/07/centrais-fazem-atos-a-partir-de-sexta-contra-os-desmandos-do-trf4

Continua depois da Publicidade

2. O PT, movimentos sociais e entidades sindicais promoverão no dia 15 de agosto uma grande marcha a Brasília, para acompanhar o registro da candidatura de Lula a presidente da República no Tribunal Superior Eleitoral. Espera-se a participação de milhares de pessoas que sairão em marcha de cidades do entorno de Brasília até o centro administrativo da capital federal. Assista ao vídeo: http://www.pt.org.br/grande-ato-vai-marcar-o-registro-de-lula-no-dia-15-de-agosto/

3. Pela manhã, sob temperatura de 8º, os militantes da resistência Vigília #LulaLivre deram o “Bom Dia” ao Lula, preso político na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba há 96 dias. Após a atividade, houve roda de conversa com sindicalistas sobre a chamada Reforma Trabalhista, que, depois de um ano de sua aprovação, além de não reduzir o desemprego, resultou na precarização de todos os direitos dos trabalhadores.

4. O programa #DemocraciaEmRede realizou a Quarta Sindical, enfocando os efeitos do golpe de 2016 contra a classe trabalhadora. Apresentado por Márcio Kieller, secretário da CUT-PR, o entrevistado foi Edilson José Gabriel, vice-presidente licenciado da entidade. O sindicalista falou sobre a conjuntura e os impactos do golpe na classe trabalhadora.

5. O ato de boa tarde a Lula, na praça Olga Benário, foi comandado pelo bancário Edilson José Gabriel. Já a roda de conversa vespertina foi conduzida por Joice Aragão, médica pediatra e sanitarista do Rio de Janeiro. O tema abordado foi a “A história do SUS e a sua autoridade”, assunto que adquire importância num momento em que o atual governo enfraquece as políticas públicas de saúde e privilegia planos de saúde privados.

6. No domingo (15) a Vigília Lula Livre completará 100 dias de resistência. São pessoas que se dedicam há mais de três meses a lutar contra a injustiça promovida contra o ex-presidente Lula. Também são essas pessoas que ajudam a fortalecer a batalha pelo restabelecimento da democracia no Brasil. Para manter viva a luta, a Vigília necessita de doações de cobertores, alimentos, casacos e também contribuições financeiras, que podem ser doadas pelo site https://vigilialulalivre.pt.org.br/cli/#/

Boletim 143 – Comitê Popular em Defesa de Lula e da Democracia
Direto de Curitiba – 11/7/2018 – 21h

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.