DILMA EM CUBA: “Lula está preso por conta de que parte do judiciário brasileiro é parcial”

0

A presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, denunciou a perseguição midiática-judicial contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Neste domingo (15), faz 100 dias que ele está preso. Dilma criticou “parte da Justiça, a mídia oligárquica, que defende os interesses do mercado, e os partidos golpistas”.

“Hoje (15) faz 100 dias que Lula está preso, porque a Justiça brasileira deixou de ser imparcial. Passou, ao invés de absolver inocentes, condenar inocente como é Lula e a persegui-lo, porque no Brasil deram um golpe e Lula pode estancar este golpe e fazer o Brasil crescer, diminuir a desigualdade brutal e ao mesmo tempo ter relações internacionais altivas e não submissas aos EUA”, afirmou Dilma, que foi a Cuba para 24º encontro anual do Foro de São Paulo, criado em 1990, o Foro de São Paulo é uma conferência que reúne mais de 100 partidos e organizações de esquerda e centro-esquerda da América Latina e do Caribe.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.