Jânio de Freitas pede cadeia para Bolsonaro; SAIBA!

0

O colunista Jânio de Freitas escreve, em sua coluna deste domingo (15), na Folha de S.Paulo, intitulada “A voz da violência”, que o pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSC), “incentiva publicamente assassinatos e prega contra a Constituição”.

O colunista diz ainda: “sua pregação da violência, mesmo que criminosa como a das milícias, passou a fazer o incentivo explícito e público aos assassinatos”, e lembra episódio em que, no sul do Pará, região de criminalidade alta, Bolsonaro disse que “esses marginais que cometeram esse crime [morte de um açambarcador de terras] não merecem lei, não. Merecem é bala.” E foi por aí.

O colunista adverte ainda para o óbvio: “Um defensor de menos injustiça social não precisaria chegar a tanto para que estivesse atolado em processos criminais. E preso”, escreveu.

Para Jânio de Freitas, “Bolsonaro aplica à vontade a sua vocação. Para ele não há Procuradoria-Geral da República, Ministério Público, Judiciário, como não houve Justiça Militar”.

Ele diz ainda que o pré-candidato “está levando pelo país afora, com maior presença nas áreas mais conturbadas, a sua pregação da violência e da arma como “um direito dos cidadãos”, em detrimento das condutas legais. É propaganda contra a Constituição”.

Ao final, lembra que “Bolsonaro mobiliza o que há de pior no Brasil. Sob os olhares viciados dos que deveriam agir sem distinções na proteção do Estado de Direito”, adverte.

CLICK POLÍTICA com informações de Revista Forum

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.