SITUAÇÃO SE COMPLICA: Ministério Público de São Paulo segue “rastro do dinheiro” para Alckmin

0

Do Antagonista:

O Ministério Público de São Paulo está seguindo o rastro de dinheiro da CCR até Geraldo Alckmin.

Executivos da empresa — sociedade da Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez — dizem que foram feitos repasses ilegais para Alckmin, José Serra e Aloysio Nunes Ferreira, registra O Globo.

“Os promotores Letícia Ravacci e José Carlos Blat, este responsável pelo corpo da investigação do tríplex de Lula, estão seguindo o rastro do dinheiro do doleiro Adir Assad, um dos que operou o repasse do dinheiro para os tucanos”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.