Kennedy: se diretor da PF falou a verdade, TRF-4 mentiu

0

Em entrevista ao jornal ‘O Estado de S. Paulo’, publicada no domingo, o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, disse que o presidente do TRF-4 (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, Carlos Eduardo Thompson Flores, deu ordem via telefone para que a PF não libertasse o ex-presidente Lula no dia 8 de julho”, reforça o jornalista Kennedy Alencar.

“Em nota, o TRF-4 negou que o presidente da corte tenho dado tal determinação. Se o diretor da PF falou a verdade, o TRF-4 mentiu. E vice-versa. É grave. A Justiça tem ritos que precisam ser cumpridos. Numa democracia, é inadmissível que um presidente de tribunal dê uma ordem por telefone. Há mandados e alvarás, o formalismo jurídico, para isso”, continua.

O jornalista lembra que “havia uma ordem do juiz plantonista Rogério Favretto para soltar o ex-presidente Lula”. “No relato do TRF-4, Thompson Flores disse que analisaria um conflito de competência entre os desembargadores Favretto e Gebran Neto, mas que não mandou Lula continuar trancado. ‘Valeu o telefonema’, disse Gallloro, em referência à ligação de Thompson Flores. Se o TRF-4 estiver dizendo a verdade, já é suficientemente grave ter havido o telefonema. Não se age assim numa democracia”, acrescenta Alencar.

Blog do Kennedy Alencar

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.